Guitarrista Kiko Dittert fala com exclusividade sobre seu projeto solo

Guitarrista da conhecida Dreadnox lançou no ultimo mês seu novo trabalho solo, que teve a colaboração de grandes nomes do heavy metal nacional e internacional.

Confira a entrevista exclusiva ao MM Channel

 

1-Como você começou na música, e quando iniciou esse projeto?

Comecei na música em 1991 com amigos do bairro onde morava no RJ (Tijuca). Primeiro montei uma banda cover de Metallica e logo em seguida conheci os meus futuros companheiros de banda (DREADNOX). São 23 anos de banda, 3 álbuns (Divine Act – 1998, Dance of Ignorance 2010 e The Hero Inside – 2014). Com a banda dividimos o palco algumas vezes com o Angra, Épica, Tarja Turunen, Kiko Loureiro, Almah, Dark Avenger, Detonator e outros nomes importantes do metal nacional e internacional.

Sobre meu projeto solo, infelizmente estava sendo adiado em função da vida corrida (filhos, trabalho e Dreadnox). Quando comecei a pensar em morar fora do Brasil, e acredito que isso fez com que esse processo acelerasse. Pensei então em tocar com músicos que fossem referência no mercado mundial e que de alguma forma eu admiro. Procurei conciliar bem o meu lado de fã com o lado profissional. Sou bastante exigente quando o assunto é trabalho.

2- Quem são os idealizadores desse projeto?

Eu e Alexandre Macedo idealizamos o projeto. O Alexandre é meu amigo pessoal, guitarrista e produtor. Tem mais de 30 álbuns mixados em seu estúdio Fullsound (www.fullsound.com.br), dos quais os 2 últimos do Dreadnox: Dance of Ignorance (2010) e The Hero Inside (2014). Além de ser músico e compositor, traz experiência e conhecimento adquiridos no exterior com lendas da produção e mixagem como Chris Lord-Alge e Michael Wagner. A combinação de musicalidade e conhecimento técnico fizeram toda a diferença para o resultado final com a qualidade internacional que o projeto precisava.

3- Onde e de que forma você iniciou essa idéia?

Logo após as gravações do último álbum do DREADNOX, em 2014, eu comecei a conversar com o Alexandre Macedo sobre algumas idéias. Primeiro falamos em fazer um disco completo, depois o Alexandre sugeriu a idéia do single pois, desta forma poderíamos focar nas melhores músicas e assim fazer um trabalho mais objetivo. Inicialmente escolhi o Robson Pontes (baterista do Alliria e Rec/All) e depois fui selecionando os artistas internacionais. Esse processo foi um tanto quanto longo, demorou quase 2 anos. Tive que conciliar a minha agenda com a agenda dos artistas e isso não foi fácil.

4- Sabemos que em breve você irá se mudar para outro país, porque tomou essa decisão?

Com esse projeto meu objetivo principal era apresentar o meu trabalho em parceria com músicos renomados. Decidi então me mudar para o Canadá (Vancouver) em breve, acho importante dar este passo na minha carreira musical que está completando 26 anos.

Tenho amigos músicos morando no exterior e isso acabou me motivando. Um deles é o Marcelo Moreira (ex-Almah) que está morando atualmente em LA e temos muito contato, já conversamos sobre alguns projetos que espero dar início assim que eu terminar o lançamento do meu single e me mudar para o Canadá. Me espera ai Marcelo Moreira! (risos)

5- Algumas curiosidades sobre você

Nasci numa família de músicos (meus pais são músicos de ópera e professores de piano e canto lírico).

Quando criança fiz uma breve participação na ópera do teatro municipal do RJ chamada “Madama Butterfly”.

Tenho 2 filhos (5 e 8 anos), amo animais, meus guitarristas preferidos são Jason Becker, Yngwie Malmsteen, Marty Friedman, Jake Lee, Edu Ardanuy e Kiko Loureiro.

Minhas bandas do coração: Metallica e Megadeth.

6- O que esse processo de criação desse trabalho solo trouxe de experiência para sua carreira?

Eu queria muito mostrar o meu trabalho feito em parceria com artistas renomados. Aprendi muito com todo o processo de composição e relacionamento com os artistas envolvidos. Experiência é tudo! Posso afirmar que sou um musico diferente depois deste projeto.

7- Que idéia espera passar às pessoas com esse lançamento?

Jovens talentos e artistas consagrados tocando músicas com enfoques diferentes. Trabalhar com lendário Mark Boals (ex-Yngwie Malsteen e Ring of Fire), convidar o ícone Renato Tribuzy (Tribuzy), colocar o jovem e excelente tecladista Bob Katsionis (Firewind e Serious Black), depois ter a honra de tocar com Mike Lepond (Symphony X), Maxi Nil (ex-Vision of Atlantis e Jaded Star) e a força jovem do promissor Robson Pontes (Alliria e Rec/All) é sem dúvidas um desafio enorme. Culturas e experiências de vida completamente diferentes misturadas na mesma canção. Este foi o desafio, saber equilibrar tanta gente boa sem perder a qualidade musical. Acredito que funcionou muito bem!

Outro ponto importante foi escrever as letras, normalmente eu componho as músicas e as letras ficavam sob responsabilidade do vocalista do Dreadnox (Fabio Schneider). Desta vez eu tive que escrever sozinho. Abordei os temas de relacionamento conjugal (na faixa Black and White) e sobre a pessoa que vive uma vida intensa sem pensar nas consequências dos seus atos (faixa Just one Death). Temas pertinentes para os dias atuais.

8-Seus singles alcançaram notas 9,1 e 10,0 numa resenha feita recentemente. Como você vê isso?

Saber que o trabalho agradou assim logo de cara é uma recompensa! E imaginar que tudo começou com alguns rascunhos de riffs, melodias primárias e  bate papos com o meu amigo Alexandre Macedo. Isso me motiva a continuar este projeto, assim que eu me acertar no Canadá já começarei a pré- produzir as próximas faixas.

Alguns artistas conhecidos que não puderam participar deste lançamento ouviram o material pronto e elogiaram muito, inclusive já me perguntaram quando vem o próximo. Excelente começo, não acham?

 

Conheça mais sobre o trabalho do Kiko Dittert nos links:

Facebook: https://www.facebook.com/kikodittert/

Sportify: “Just One Death”: https://open.spotify.com/album/0HL8RVcMOi3ETCq25nSfRC

“Black e White”: https://open.spotify.com/album/1j6uMb92sewdlmGBVEe4tM

 

 

 

 

 

Isabele Miranda

MM Assessoria

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *